menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Clarissa Macedo
-Elsimar Pondé
-Emanoel Freitas
-Hugo Navarro
-Luís Pimentel
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandro Penelú
-Silvério Duque
 
 
 
EME PORTUGAL POR JOSÉ BRANDÃO

Reconstruindo uma época dourada de Feira de Santana, o escritor feirense José Francisco Brandão de Freitas apresenta as novas gerações o Cronista Social, Eme Portugal

Publicado em: 13/11/2014 - 03:11:02

    Brandão como é mais conhecido pelos amigos mais chegados, ausentou-se de Feira de Santana, por volta de 1973 para construir uma carreira vitoriosa no ramo de hotelaria na capital cultural do Brasil (Rio de Janeiro), sem, no entanto, nunca ter desvinculado seu coração de sua terra natal.
    Após realizar seu sonho de vencer em uma cidade como o Rio de Janeiro, e ter se aposentado, retornou a Feira para rever amigos e parentes, e aqui mergulhou em um profundo sentimento de saudades dos tempos vividos em sua infância e adolescência, o que gerou seu primeiro trabalho de resgate de memórias, "Reminiscências de Feira de Santana", que teve grande sucesso na cidade proporcionando a vinda de muitos feirenses residentes em outros cantões para acompanhar o lançamento festivo do livro promovido pela Fundação Sr. dos Passos, uma das instituições mais importantes neste momento no resgate da nossa memória.
    Brandão iniciou um trabalho que como podemos observar, certamente não vai parar no segundo livro, muitas histórias, mitos e resenhas serão remexidos e rememorados, a cidade quer isso, e Brandão tem a disposição de buscar essas imagens e lembranças, para ajudar no resgate da história de um povo orgulhoso de suas virtudes e de seu passado guerreiro, que construiu ao longo destes anos a maior cidade de interior do nordeste.
    Nesta sexta-feira (14-11-2014), José Francisco Brandão de Freitas estará lançando seu segundo livro, que como primeiro fará sucesso e marcará presença no resgate da memória da história recente de Feira de Santana, com apoio da Fundação Sr. dos Passos, no Casarão Fróes da Mota, em noite festiva, onde famílias tradicionais feirenses se encontrarão para confraternizarem e, além de prestigiarem o escritor, rememorarem momentos agradáveis do nosso passado.
    É imperdível para feirenses que amam esta terra. Dia 14 de novembro, às 19h30m, no Casarão Fróes da Mota.

AUTORIA: Viva Feira



LANÇAMENTO DO NATAL ENCANTADO!

Esta é a 2° edição do Natal Encantado...

Publicado em: 05/11/2014 - 11:11:32

         Convidamos a comunidade para o lançamento do projeto que sempre transforma  e  encanta Feira de Santana. O Natal Encantado é um projeto promovido pela  Prefeitura Municipal da cidade através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, será lançado, nesta quarta-feira, às 19h, no Casarão Froes da Mota da Fundação Senhor dos Passos, tendo como atrações o grupo musical Chorinho Entre Amigos e o Coral da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).
Neste ano de 2014, o Natal Encantado será encerrado com um show apoteótico do maestro Artur Moreira Lima, conceituado concertista internacional.
Às 15h, terá a entrevista coletiva na Sala de Imprensa Arnold Silva, do Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf), quando será apresentada toda a programação do Natal Encantado 2014. A entrevista será concedida pelo secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Jailton Batista.

AUTORIA: Viva Feira a partir de Informações da Secom



COMEMORAÇÃO NACIONAL DO DIA NACIONAL DA CULTURA

Abertura do Dia Nacional Da Cultura, Nesta terça, dia 04.

Publicado em: 04/11/2014 - 11:11:46

Pela primeira vez o Dia Nacional da Cultura vai ser comemorado em Feira de Santana. O evento será realizado pela Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultura Egberto Costa (FUNTTITEC), juntamente com as academias de Letras e Artes de Feira de Santana, Feirense de Letras e o Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana. 
A solenidade de abertura do Dia Nacional da Cultura acontece nesta terça-feira, 4 de novembro, às 19h, no Casarão Fróes da Mota e terá a participação da Orquestra de Câmara do Seminário de Música de Feira de Santana e o palestrante Sandro Magalhães, que é superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura (SUDECULT) – Secretaria de Cultura do Estado. O tema da palestra será: “A Importância da Cultura no Desenvolvimento Local”. 
 
PROGRAMAÇÃO
No dia 5, as 15h, no auditório da Fundação Senhor dos Passos, nas Baraúnas, será apresentada a peça: "A Cidade da Rua Direita", com a participação das Escola Municipais Elisabeth Johnson e Antônio Eloy. No mesmo dia, as 21h, será exibido o filme: "Grito da Terra", do cineasta feirense, Eloi São Paulo. A exibição acontece no planetário do Museu Parque do Saber e participam dessa projeção os alunos da Escola Estadual João Durval Carneiro.
Coelhou informou que após a palestra serão entregues certificados extracurricular com carga horária de 8 horas para os alunos universitários. “Portanto, quero convidar toda a sociedade feirense, os representantes culturais e os estudantes da redes municipal e estadual, além dos universitários a participarem desse evento”, finalizou

AUTORIA: Release Secom



SEMANA NACIONAL DO LIVRO

Bibliotecas da Uefs oferecem atividades buscando o incentivo a leitura na semana do livro

Publicado em: 26/10/2014 - 18:10:58

    Com o intuito de destacar a importância da biblioteca e do livro para a comunidade acadêmica e incentivar, cada vez mais, o hábito da leitura, o Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual de Feira de Santana-BA, através da Biblioteca Central Julieta Carteado, promoverá a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca que ocorrerá no período de 27 a 30 de outubro de 2014.
    Na programação, está prevista homenagem aos escritores: João Ubaldo Ribeiro, Ariano Suassuna,  Rubem Alves, Gabriel García Marquez e Dorival Caymmi.
    Serão realizados vários cursos para a comunidade de um modo geral, informações na Biblioteca Central da UEFS

AUTORIA: Release Bibliotaca Central da Uefs



PARADA DA LEITURA

Um projeto que merece atenção, apoio e participação da comunidade feirense

Publicado em: 22/10/2014 - 08:10:57

    A Biblioteca Central Julieta Carteado (BCJC) atravessa os muros e leva a leitura onde os usuários estão.
    Com esse propósito criamos o Projeto Parada da Leitura, uma ação que incentiva a leitura, criando novos espaços de interação entre o leitor e o livro dentro do campus da UEFS.
    Os usuários poderão: ler, levar para casa, devolver e também doar outros livros para compor o acervo.
    O material estará distribuído nos pontos de ônibus da UEFS, promovendo assim a circulação de livros e uma prática maior da leitura livre.
    Para tanto, a BCJC precisa da colaboração de toda a comunidade na formação do acervo para o projeto, através da doação de livros de literatura (contos, romances, poesias, etc).
    Doações podem ser feitas na BCJC.

Maiores informações entre em contato:
Tel: (75) 3161-8004 ou (75) 3161-8272
E-mail: bcuefs@uefs.br

FAÇA PARTE DESSE PROJETO!
SEJA UM COLABORADOR DO PARADA DA LEITURA!

AUTORIA: Release Bibliotaca Central da Uefs



BRINCADEIRA DE ARTESÃOS NO MUSEU CASA DO SERTÃO

A nova exposição do Museu Casa Sertão proporciona uma verdadeira viagem ao artesanato popular do interior do nordeste

Publicado em: 10/10/2014 - 05:10:32

    Segundo Câmara Cascudo (1969), os brinquedos artesanais são "documentos expressivos da arte popular". É grande a variedade destes brinquedos, que vai desde os carrinhos de madeira ou de lata, bonecas de pano, avião, pião, badogue, pipa, peteca e outros.
    Ao confeccionar um brinquedo, os artesãos ajudam a construir um mundo de fantasia, de encantamento e de sonhos, em que a realidade é compreendida e transformada no faz-de-conta.  Estes brinquedos são ricos em sentidos para os artesãos, pois estão ligados à infância de cada um deles. Dessa maneira, o artífice tem a possibilidade de associar o prazer ao trabalho, pois o ato de transformar diferentes materiais em objetos lúdicos se torna uma prática divertida, ou seja, a criação já faz parte da brincadeira.
    Através da riqueza e da simplicidade da expressão manual, os artesãos tem a possibilidade de gerar renda, além do prazer de relembrar a infância. Com esta finalidade, o Museu Casa do Sertão realiza a exposição Brincadeira de Artesãos que reúne bonecas de pano, carros de lata, miniaturas em madeira, miniaturas de casas típicas sertanejas e pipas, de seis artífices, sendo três integrantes da Associação de Artesãos do município de Santo Estevão e três da cidade de Feira de Santana.

Sobre os artesãos:

Nome: Seu Pepeou (aposentado)
Cidade: Feira de Santana
Arte: Pipas e arraias

Nome: Seu Miro
Comercializa suas peças na feira livre da cidade para complementar a renda familiar, praticando o que fazia quando criança.
Cidade: Feira de Santana
Arte: Carros de lata

Nome: Anália de Jesus Carvalho
Cidade: Feira de Santana
Arte: Bonecas e miniaturas em madeira
Como iniciou: Desde os oito anos produzia suas próprias bonecas. Após trabalhar quinze anos na indústria resolver dedicar-se ao artesanato, que além de ser fonte de renda, representa prazer e diversão. Para ela, suas peças são como objetos vivos que transmite alegria.

Nome: Luciene Assis
Cidade: Santo Estevão
Arte: Confecção de bonecas de pano
Como iniciou: Comecei fazendo artesanato na infância com o crochê, como não tinha agulha, fazia com espinho de mandacaru e fios retirados de sacos de nylon. Em relação às bonecas, quando criança, não tive acesso a brinquedos comprados, pois por ser adotiva eu não ganhava bonecas, daí eu mesma resolvi fazer minhas bonecas e, de lá para cá não parei mais.

Nome: Ivanildo
Cidade: Santo Estevão
Arte: Artesanato em madeira
Como iniciou: Começou a fazer artesanato em 2002, a partir da percepção de que os produtos que via nas feiras eram todos parecidos. Daí, como já tinha habilidade para trabalhar com madeira então começou a criar peças diferenciadas, como móveis em miniatura, casas de boneca, brinquedos educativos, peças ornamentais dentre outros. Já expôs em feiras em Santo Estevão, Salvador nas feiras do Instituto Visconde de Mauá de Artesanato e na Feira Nacional de Artesanato em Belo Horizonte.

Nome: Rosa Maria
Cidade: Santo Estevão
Arte: Confecção de bonecas de pano
Como iniciou: Sempre gostou de desafios e buscou isso nas bonecas de panos. O artesanato representa hoje a maior parte do sustento da família, e faço estes trabalhos de forma tão prazerosa que não consigo me imaginar fora deste contexto.

Esses artesãos participam da associação dos artesãos de Santo Estevão, grupo formado há um ano e meio, que trabalham com técnicas diferenciadas, que vai do crochê aos bordados mais tradicionais como a bainha aberta e o crivo e um artesão que trabalha com madeira. O grupo mantém exposição e comercialização permanente de artesanato, na Vila Cultural, no Centro Cultural Temístocles Pires de Cerqueira, na Praça 07 de Setembro em Santo Estevão – BA.

Serviços:                                                                                                                      
Local: Museu Casa do Sertão Campus Universitário – Avenida Transnordestina, s/n, Novo Horizonte. Feira de Santana. 
Período: 07 de outubro a 07 de novembro de 2014. 
Horário de visitação: Segunda a sexta das 08:15 às 11:30 e das 14:15 às 17:30
Contato para agendamento: (75) 3161-8751/ 3161-8752/ 3161-8754
E-mail: museucasadosertao@gmail.com e agendamentomuseucasadosertao@gmail.com

AUTORIA: Relaese do Museu Casa do Sertão



FESTIVAL DE DANÇA - ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O PALCO DANÇA DIFUSÃO DO BAILARES


Publicado em: 03/10/2014 - 11:10:01

Até o dia 06 de outubro, próxima segunda-feira, estão abertas as inscrições para o Palco Dança Difusão, um espaço fomentador da arte da dança e da valorização e divulgação dos talentos da nossa terra.
O Palco Dança Difusão faz parte da programação do Bailares - Festival de Dança promovido pela Trupe Mandhala, grupo de Dança Étnica Contemporânea daqui de Feira de Santana, que atua com a arte da dança e principalmente com a valorização desta arte e de seus bailarinos, há 5 anos.
Podem ser inscritos para o Palco, trabalhos em solo, duo, trios ou grupos de qualquer modalidade de dança. Os interessados devem acessar o site http://bailaresfsa.blogspot.com.br, em seguida clicar na aba Inscrições e procurar o item Palco Dança Difusão. Ao clicar nele abrirá uma nova página com a ficha de inscrição que deve ser inteiramente preenchida.
É necessário enviar o link do vídeo do trabalho que o bailarino está inscrevendo, pois ele será fundamental para a seleção que está sendo feita. Esta seleção é obrigatória, devido à limitação de vagas para o tempo disponível. Os critérios de avaliação  para esses trabalhos serão: criatividade, técnica e originalidade.
Além do Palco Dança Difusão, a programação do Festival contará também com o Bailares Show, Palestras, Espetáculos, e 12 Workshops com  estilos variados de dança.Tudo gratuito.


INSCRIÇÔES PARA O PALCO DANÇA DIFUSÃO
BAILRES FESTIVAL DE DANLA 2014

* Quantidade de vagas: 15 vagas
* Período de inscrição: 29/09 a 06/10
* Resultado da seleção: 10/10 

* Data da apresentação: 18/10 a partir das 16h no Teatro do CUCA - Centro Universitário de Cultura e Arte.

Para conhecer a programação completa, acesse o site aqui


AUTORIA: Release Bailares



2º ENCONTRO NACIONAL DE GRAFFITE EM FEIRA

Feira volta a ser palco de encontro de uma das manifestações artísticas mais popular da atualidade

Publicado em: 25/09/2014 - 09:09:50

    Depois da bem sucedida edição inaugural do Encontro de Graffiti de Feira de Santana em maio  de 2012, Graffiteiros, B-boys, MC´s e outros artistas estão de volta para realizar e consolidar na agenda cultural do Portal do Sertão o maior evento artístico do gênero. O Encontro de Graffiti de Feira de Santana acontecerá entre os dias 25 e 28 deste mês no MAC, na UEFS e no Colégio José Ferreira Pinto (Feira VI) e visa reunir não somente a efervecência artística local, mas também promover intercâmbio e o diálogo com a produção nacional do campo das artes plásticas e de rua, associando os já tradicionais mutirões de Graffiti (pinturas coletivas em áreas comunitárias) a outras iniciativas como mesas de debates, workshops e apresentações musicais durante toda programação do evento.

    O que é o Graffiti?
    Desde do surgimento do Graffiti, arte típica dos grandes centros urbanos, que a sua maior e principal interface é a rua, ou melhor, os muros! Os encontros de graffiti, cada um a sua medida, vêm para afirmar esse lugar da arte como palco principal do colorido das cidades, na dura batalha contra o cinza e toda a poluição visual que nos bombardeiam muros afora.
    Aqui em Feira de Santana, desde meados de 2008, que o graffiti tem criado tradição. Hoje além da mancha de concreto no Portal do Sertão, existem marcas e tintas por toda parte, aqui ali em muros, ruas, orelhões, caixas telefônicas. Os maiores nomes como “Kbça”, “Che”, “Magrello Graffiti”, “Coelho” “Don Guto”, “Rael Max”, “M. JR”, “Zuretta”, “GOT”, “BAL”, “Pipino”entre outros, muitos deles compondo a H2F – Associação Hip Hop de Feira de Santana.
    Toda essa trajetória foi celebrada em 2012 no 1º Encontro de Graffiti de Feira de Santana, que abriu  as portas do Brasil para a arte urbana baiana, e começou também o intercâmbio, a troca típica entre os artistas feirenses e os demais do nordeste e do resto do país. As calçadas da Rua Salmo 23 ficaram estreitas, todos se amontoavam para ver os muros da Escola Uyara Portugal ganharem novas cores e vida pelas mãos dos Graffiteiros.
    Esse ano o desafio é outro. Vamos cobrir mais e 400m de muro de 25 a 28 de Setembro, no Colégio Ferreira Pinto, Feira VI. Queremos consolidar o 2º GFSA como um evento da agenda cultural de Feira de Santana e Região. Trazer para o evento a referência de um Encontro que promove a exposição não só feirense, mas também do Portal do Sertão e de todo o Recôncavo da Bahia, um grande pólo com potencial de expansão da arte urbana, em especial da arte dos muros, o Graffiti.
    Assim além de celebrarmos essa ebulição de sprays, iremos promover mesas de debates e workshops, e também programação musical.
    Muito se fala do incentivo à cultura, mas pouco se discute o papel que o artista local tem nesse incentivo à cultura. A idéia de que os pólos culturais estão apenas situados nas capitais fecham os olhos da mídia e do público para à produção cultural que borbulha nos interiores do nosso estado da Bahia e porque não dizer do nosso Brasil inteiro. Aqui se produz de janeiro a janeiro muita coisa, mas infelizmente muitas vezes a produção é custeada pelos próprios artistas, e quando as condições não ajudam muito é mais fácil o artista abandonar as ruas. Mas na insistência e resistência do dia-a-dia é que fazemos arte, e por isso a realização desse 2º Encontro de Graffiti de Feira e Santana é uma conquista e uma mensagem para os que ainda criminalizam nosso trabalho: “A Arte está na Rua!”
    Apesar da recente prática do Graffiti em Feira e Região, a arte já tem muitos adeptos, fruto do interesse que provoca nos seus admiradores, fazendo daqueles que se apaixonam, mais um praticante da arte de rua. Fazer o bem cultural local circular entre seus conterrâneos, além de aumentar a relevância da produção amplia o reconhecimento e a possibilidade de trabalho para os artistas, que trabalham com estampas de roupa, telas, ilustração e hoje são requisitados até para compor ambientes de decoração, como foi o caso da edição da Casa Cor de Feira de Santana de 2013, que em um dos ambientes do seu showroom contou com a presença inconfundível do traço de Kbça.
    Fazer Graffiti é também a luta pela construção de um ambiente urbano mais agradável, menos visualmente poluído, mais humano. O incentivo e o crescimento da produção desta arte tem uma relevância muito grande para a proposta de uma cidade menos indiferente com aqueles que vivem nela. Nos muros se encontram, além de anúncios, cores, paisagens, reflexões, mensagens de força, luz, novas idéias. Isso é o Graffiti. A arte que pulsa e ilumina os muros das cidades, humanizando.

Maiores Informações :
(75) 9208 1387 (KBÇA)
(75) 9167 0305 (CHARLES)
 
CONFIRAM A PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

AUTORIA: Release da Produção do Evento



ELI OLIVEIRA - FEIRA PERDE MAIS UM DE SEUS ÍCONES

Professora Eli Oliveira, referência na educação e na vida artística da cidade faleceu na madrugada da última terça-feira (16-09)

Publicado em: 21/09/2014 - 00:09:21

    Professora Eli Oliveira, esposa de Dr. Erval Oliveira (Médico Pediatra em Feira, um pioneiro na especialidade), mãe de Angela Oliveira (falecidos) e de Luiz Augusto Oliveira, Diretor da Eart, é sem dúvida um ícone nos universos da educação e da cultura de Feira de Santana, tendo sido professora nos, Colégio Estadual e Colégio Gastão Guimarães, durante toda sua vida laboral até sua aposentadoria, onde deixou marcas de sua dedicação e competência como mestra e educadora, tendo passado por sua sala de aula, grandes e importantes intelectuais, como por exemplo: Roberval Pereyr, Dionorina, J. Sobrinho, Aelson da Mata e muitos outros feirenses ilustres.
    Na vida cultural de Feira de Santana, a Professora Eli Oliveira se destacou como intérprete de canções populares da época e, especialmente, interpretando peças da poetisa Georgina Erisman (autora do hino a Feira). Recentemente, em 09 de novembro de 2011, rememorando os antigos recitais que aconteciam nas residências dos amantes da arte e intelectuais de então, onde era comum a participação da Professora Eli, foi montado por Luiz Augusto Oliveira, e apresentado no Teatro Ângela Oliveira, no Centro de Cultura Maestro Miro, o espetáculo "Noites Feirenses", onde ao lado de seu filho que apresentou o espetáculo, sua neta, Manuela e bisneta, Catarina, a Professora Eli cantou, declamou e relembrou momentos ricos de nossa cultura, em um evento de música e dança, memorável.
    Importante também foi a participação e o apoio da Professora Eli, à sua filha Ângela Oliveira quando esta fundou em Feira a Eart proporcionando aos jovens feirenses o ingresso no mundo da dança, o que aliás, hoje, Feira de Santana é um destaque, e muito se deve ao espírito pioneiro que impulsionou o crescimento desta manifestação artística em nossa cidade.
    É certo que os mais jovens não conhecem a Professora Eli Oliveira, mais os frutos do seu trabalho como educadora e artista está entre nós, proliferando, pois, muitos daquele que com ela aprenderam, e muitos que ela inspirou, como a sua própria família e alguns dos artistas e intelectuais que citamos anteriormente, têm feito escola e seguidores. Sem dúvida, além da Eart, de seus descendentes, como os exemplo de Manuela e Catarina, o legado e a inspiração de Eli Oliveira vivem dentro do seio da sociedade feirense, e ainda que não possa ser visto, prolifera e nos enriquece.
    O Viva Feira não poderia deixar de prestar esta homenagem a Eli Oliveira, e afirmar que em breve na parte histórica da cidade, dentro do site irá preparar uma pagina para que a memória de Professora Eli, possa ser relembrada por todos os feirenses, e gerações futuras.
    Realizamos através da lente competente de nosso colaborador e amigo, Beto Souza, um registro com 488 fotos do show ocorrido em 09-11-2011, e publicamos na ocasião, infelizmente fomos "raqueados"(invasão no site por pessoas mal intencionadas), há um ano, e ainda não conseguimos restaurar todas as páginas, por isso mesmo, vamos publicar a seguir os quatro álbuns que compõe a cobertura do "Noites Feirenses", como uma pequena homenagem a Professora Eli Oliveira. Confiram as fotos:

AUTORIA: Viva Feira

Eli Oliveira e as "Noites Feirenses" Álbum 1
Eli Oliveira e as "Noites Feirenses" Álbum 2
Eli Oliveira e as "Noites Feirenses" Álbum 3
Eli Oliveira e as "Noites Feirenses" Álbum 4
Eli Oliveira e as "Noites Feirenses" Álbum 5


Mais Notícias

    Segundo Câmara Cascudo (1969), os brinquedos artesanais são "...

Até o dia 06 de outubro, próxima segunda-feira, estão abertas as inscri&cce...

    Depois da bem sucedida edição inaugural do Encontro de Graffiti ...

    Professora Eli Oliveira, esposa de Dr. Erval Oliveira (Médico Pediatra ...

    A ativa e dinâmica Academia de Letras e Artes de Feira de Santana divulg...

    O Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira (Mac Feira) integrand...

    Na Manhã de hoje (27) teve inicio a 4ª cavalgada feminina, que par...

    A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), por meio do Centro Univers...

    Em comemoração ao dia Mundial da Fotografia, o Mac Feira realiza...

    Em clima de confraternização, harmonia e festividade foi aberta ...


Página 1 de 6

 

Apoio Cultural:


New Page 1

 

© 2009-2013 Viva Feira - Todos os direitos reservados